quarta-feira, 7 de junho de 2017

Running Daventura 2017 foi um sucesso!

Olá gente, tudo bem? No sábado (27/05) participei da Running Daventura 2017, uma prova de trail running que acontece na Praia do Forte com largada e chegada no Castelo Garcia D'Ávila. Das 9 edições da prova, fiz parte de 6. Foi a minha primeira prova em 2012 e desde então sempre tento não perder nenhuma edição. Tenho um orgulho muito grande de ter iniciado minha vida na corrida nessa prova.

Mas Cássia o que tem de tão especial nessa prova para fazê-la sempre? A conexão com a natureza, a reserva da Sapiranga, o encontro com os amigos, o desafio de fazer um percurso novo (porque todo ano tem alguma novidade) e contar com uma organização que se preocupa com cada detalhe para nos proporcionar uma experiência espetacular são alguns dos fatores que me fazem escolher ela em detrimento a qualquer outra prova no mesmo dia.

Como estou a 3 semanas da meia maratona, não queria ter nenhum contratempo então optei por fazer o percurso que já conheço e que tem como ponto desafiador o 4ºkm para fazer o seu coração sair pela boca com a ladeira da Tiazinha, no mais os 5km é um percurso gostoso de fazer e todo mundo pode completar.

Foto by Leonardo Trindade - Olho no Atleta.

Chegamos na Praia do Forte umas 6:50 debaixo de chuva. Até a largada acontecer rolou muita chuva e parte do percurso estava bastante escorregadio e com muitos pontos de lama. Tinha momentos que a chuva passava mais logo reaparecia. Mesmo assim conseguimos curtir um pouco a arena reencontrando os amigos.

Com percurso de 5, 10, 15km e corrida kids, me surpreendi com a quantidade de mulheres que se desafiaram nos 15km. O pódio ficou muito bonito porque só tinha mulheres determinadas, que não vão para uma corrida dessa só curtir a natureza.

A turma da Triplaforma compareceu em peso e fizemos bonito nos variados percursos.





Outro ponto positivo está na adesão das crianças na corrida kids. A turminha se superou, nas categorias menores até rola uma timidez, mas quando se soltam vão com tudo.

Muito feliz por ter participado de mais uma edição e que venha a RD2018. Espero não ter nenhuma prova alvo próxima pra me aventurar nos 15km porque correr na Bahia é massa.

As fotos realizadas pelo Olho no Atleta estão disponíveis AQUI.

Se você deseja saber as provas que estão com inscrições abertas em Salvador, clique AQUI.

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Track&Field Shopping da Bahia

Oi turma tudo bem? Pra variar o meu post de hoje é pra falar de que? De corrida. Esse final de semana participei da edição da Track&Field Shopping da Bahia. Nunca tinha feito essa edição que estreou ano passado e aprovei. Como sou daquele tipo de gente que adora pegar o kit no primeiro dia, a Track&Field arrasa com 3 dias de entrega no shopping onde será a prova. Retirei o kit rapidamente e sem fila alguma.

Essa edição você tinha 3 opções de kit, me arrependi porque não peguei o kit vip. Confesso que esperava mais do porta medalhas do kit plus que foi o que peguei. Achei muito pequeno. Senti falta dos brindes que normalmente esse circuito oferece.

A largada foi dada às 7:01 hs da manhã, comigo largaram todas as meninas da assessoria. O dia estava de sol, mas nada tenso. Até achei pelo dia anterior que rolaria uma chuvinha, mas o sol comandou.

A prova teve percurso único de 6km e nossa como tinha gente forte, como sempre gosto de largar no fundo porque sou lenta e não quero atrapalhar quem busca performance, esse deveria ser o pensamento de todos.

Percurso excelente, difícil para quem não treina ladeiras. Via muitas pessoas reclamando sempre que via uma a frente. Certamente será um percurso que vou me atrever fazer em treinos durante o dia. Mesmo lenta, gostei muito e certamente voltarei ano que vem. Acho que minha prova poderia ter sido bem melhor, especialmente no segundo km.

O ponto forte foi contar com o incentivo do @suco_do_coroa no último km. Ele sempre faz a prova dele e depois volta para resgatar os mais lentos, muitas vezes ele nem conhece a pessoa, mas faz questão de ajudar. Ah quem não goste, mas eu adoro. Foi muito positivo porque terminou sendo o meu km mais forte.

A próxima prova será a meia maratona do Rio. Após a minha estreia nos 21km(finalmente né gente?), vocês me verão em poucas provas, a meta é focar no treinamento, na respiração que tá muito ruim, no fortalecimento muscular na academia e especialmente na alimentação.

Acho muito lindo quem prega a corrida como diversão, sem se preocupar com tempo, que só se preocupa com a medalha, mas gosto e quero evoluir. Não me comparo com ninguém, a comparação é com quem eu fui na corrida e estou muito aquém.

Cada medalha que eu tenho, foi fruto de esforço do km inicial até o último. Não sou aquela pessoa que faz fotos lindíssimas para postar nas redes sociais para ganhar muitos likes, seguidores, inscrições e ostentar um portfólio de medalhas de fazer inveja. A corrida para mim é bem mais que isso. Levo a sério cada prova escolhida e certamente em cada prova tenho a vivência de cada km até o pórtico de chegada. Os meus resultados estão em cada prova que faço, são tempos altos eu sei, mas são meus e estão lá para quem quiser ver.

Deixo aqui as fotos da prova, o pré e pós prova da minha assessoria foi espetacular. Estávamos numa energia muito boa nessa corrida. O suporte dos professores Leonardo e Nando foi muito bom.
Aquecimento com a turma da assessoria

Turma da assessoria

A sequência de fotos de Edson Magoolin que você ama.





Foto by Edson Magoolin

Foto by Edson Magoolin

Com o @Suco_do_Coroa. Foto by Leonardo Trindade.

Foto by Leonardo Trindade.

As fotos da prova registradas pelo no Olho no Atleta estão disponíveis AQUI.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Update e sugestões

Olá gente, tudo certinho? Estou meio de tpm sem estar de tpm, alguém me entende? Hahahahaha é a abstinência de chocolate, de doce no geral, mas ficarei até o dia da minha primeira meia maratona que acontecerá a exatamente daqui a 29 dias sem comer chocolate.

Outra novidade é que voltei para academia, depois de 1 ano e meio sem musculação na minha vida, estou de volta desde o início do mês e nossa como está sendo bom. Agora eu só quero saber de ir para academia. Ainda mais que acabou de inaugurar e a pessoa se empolga querendo aproveitar toda a estrutura, com tudo novinho.

Mas Cássia qual é o objetivo do post heim? Na verdade, foi mais para dizer que eu estou viva, dá um alô e não apenas para falar de alguma corrida que participei.

Aproveito para deixar a dica de 3 posts falando da Meia Maratona da Asics que aconteceu pela primeira vez em salvador com cerca de 3mil atletas se superando nos 21km no dia das mães. Como não fiz a prova não fiz post sobre o assunto então no Blog do Hostil, Blog do Roberto Encarnação e Vida Corrida da Dart vocês ficam sabendo tudo que rolou em óticas diferentes. Vale a leitura.

http://runnerhostil42.blogspot.com.br/

http://corridaderuaecicloturismo.blogspot.com.br/

http://www.vidacorrida.net/

Estive na prova como expectadora, fui de bike e pude gritar muito pelo percurso os amigos que estavam fazendo a prova. Uma pena um atleta que vinha muito bem passar mal a 200ms do pórtico de chegada. Certamente teria recebido medalha top100.

Além disso, gostaria de lembrar que quem participou da prova as fotos dos nossos dois fotógrafos queridos Leonardo Trindade e Edson Magoolin estão disponíveis no site do Olho no Atleta, clicando AQUI. Sou fã do trabalho dos dois de carteirinha, então vamos prestigiá-los adquirindo suas fotos.

Torço que essa prova venha para ficar, está chato só ter a Farol a Farol para turma que curte fazer uma meia maratona em Salvador. Precisamos de mais provas desse porte e organização. O fato do chip de papel foi o grande ponto negativo da prova, acredito que a empresa deva mudar, até porque o circuito passará por Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo e em três outros países da América do Sul como Argentina, Chile e Peru. Certamente eles não vão querer vê a confusão e as reclamações na hora de definir quem era o top 100 dos homens e top 20 das mulheres.

Nosso próximo bate papo será para contar da Track & Field Shopping da Bahia, primeira que vez que participo desse percurso.

Depois foco e pensamento para a minha primeira meia maratona que será no Rio no próximo dia 18/06, torçam por mim. Já estou na expectativa.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

2º Desafio Street & Beach Run



Ontem aconteceu o 2º Desafio Street & Beach Run no Clube Espanhol em Ondina. É o segundo ano da prova e ainda não tinha participado.

Todo mundo que me conhece sabe que não curto areia, já tentei gostar do treino funcional que acontece 3 vezes na semana na minha assessoria, mas não amo. Se tiver que fazer eu faço, mas não sinto o menor prazer.

Dai surge uma oportunidade de fazer a prova e eu ia deixar a oportunidade passar? Claro que não né. Resolvi experimentar o percurso de 4km e adorei.

Lógico que correr na areia não é fácil (pelo menos para mim), mas talvez por ter sido um trecho pequeno (2km) aproximadamente não foi torturante, foi desafiador. A proposta da prova de intercalar uma parte no asfalto e outra na areia terminou sendo gostoso e já deixo registrado o meu compromisso de fazê-la ano que vem no percurso de 8km.

Como nunca tinha feito os circuitos dessa organização fiquei muito feliz com o cuidado dos organizadores da prova tiveram. Largada no horário, staffs em vários pontos da areia, tapete em aproximadamente 1,5km de percurso para evitar que os espertinhos de plantão voltassem antes e tivesse o tempo computado.

Certamente das 3 provas que participei este ano, essa foi pra mim impecável. Hidratação adequada, kit lanche bom, percurso fechado em toda a prova, largada no horário, chip descartável e resultado disponível logo após o fim da prova. Quando saímos da arena já recebemos o aviso de que o resultado já estava disponível tanto no clube espanhol quanto no site.

Não posso deixar de destacar o pódio da colega Gildete Araujo que não deu espaço pra ninguém e venceu a prova feminina, conquistando mais um pódio importante pra assessoria quanto pra sua vida de atleta. Gravem esse nome, porque ela vai continuar nos dando muitas alegrias. Uma atleta dedicada, uma professora e mãe mostrando que com simplicidade, foco e um treinamento adequado chegamos aonde quisermos chegar.
Pódio de Gildete, colega da assessoria 1º lugar feminino.

Além do percurso de 4 e 8km, tivemos a corrida kids pros pequenos já começarem cedo a fazer atividade física. Foi muito divertido vê-los empolgados em fazer o percurso estabelecido.

Mas Cássia não teve nenhum ponto negativo? Fica a minha sugestão para premiação acontecer mais cedo. Como tive premiação nos 8km pra faixa etária (excelente iniciativa), sorteios de vários brindes e entre eles o mais cobiçado pela maioria a passagem aérea para a Europa, muita gente inclusive eu ficaram até o fim.

Parte da turma da Assessoria Triplaforma.

Parabéns a organização pelo excelente trabalho, ao grupo Free Runners pelo sorteio de uma inscrição da prova que foi por isso que participei, certamente todo mundo que foi se divertiu, se desafio e participou de um ótimo evento.

O resultado da prova está disponível AQUI

A cobertura fotográfica do Olho no Atleta já está disponível AQUI.

Se você participou do Desafio 42km em Santo Amaro, a cobertura fotográfica do Olho no Atleta está disponível AQUI.

Já se participou da Corrida Corrida Tirandentes no dia 30/04, a cobertura fotográfica do Olho no Atleta está disponível AQUI.

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Running Daventura 2017

Olá gente, no próximo dia 27 de maio acontecerá a 8ª edição da prova na Praia do Forte cercado de muita natureza.

As inscrições estão na reta final então sugiro para os que ainda estão pensando se farão ou não a corrida se inscreverem logo e garantirem seu espaço na melhor corrida de aventura da bahia.

Participo da prova desde 2012 e o meu amor por essa corrida é imensa. É uma prova pra família, com espaço e arena diferenciada para todos curtirem o clima da prova.

Nunca participou? Te convido a fazer sua estreia nesta edição, que esse ano contará com 4 opções de percurso kids, 5, 10 e 15km. Se preparem para viver emoções no meio do mato com direito a areia, mato e lama no pé.

As camisetas esse ano estão com uma super novidade, você pode escolher entre as cores verde e amarelo uma das seguintes frases:
Correr na Bahia é massa.
Meu DNA é aventureiro.
#SeJogueNessaTriha
Axé&Aventura&Corrida no pé



Nessa prova a menor preocupação deve ser tempo e sim curtir a natureza e aproveitar o cenário espetacular da reserva Sapiranga.

Quer participar? Clica aqui e se inscreva já, pois terá virada de lote no dia 01/05, além do mais essa prova tem vagas limitadas.

Se você desejar saber como foram as edições de 2012,2013,2014,2015 e 2016 clica no ano que você será direcionado para cada post que fiz dessa prova.

Acompanha as novidades e informações da prova pelas redes sociais da @daventurabr ou na loja da prova no Salvador Norte Shopping para conhecer, se inscrever e saber mais da prova.

Se inscreve logo, porque correr na Bahia é massa.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Circuito Eu Amo Correr


Foto by Leonardo Trindade

Olá turma tudo certinho?

No último domingo(23/04) aconteceu a 1ª etapa do Circuito Eu Amo Correr no Jardim de Alah.

Nada como prestigiar uma prova com organização local, onde desde a abertura das inscrições demonstrava querer fazer um evento especial para cada corredor que participasse da prova.

Fiz 5km até poderia ter sido uma das 71 mulheres que encararam os 10km pra fazer volume, mas como tinha uma planilha puxada na semana fui comedida.

Não sei como foi a entrega do kit, porque contei com a super ajuda de uma amiga da assessoria que gentilmente pegou meu, mas adorei o capricho e brindes que acompanhou o kit. Outro ponto super positivo foi o chip descartável.

Não tenho queixas do meu percurso. Peguei 2 pontos de hidratação com água gelada e uma coisa que me chamou a atenção foram os staffs colocando a medalha no nosso peito. Pode parecer besteira, mas achei carinhoso.

Kit lanche adequado com água, tangerina, banana e suco.

Na arena os atletas contaram com alguns stands de parceiros da prova com distribuição de sucos, chips saudáveis e café.

Deixo como sugestão para próxima etapa a rampa no funil de 5km e se possível com tapete de marcação parcial de tempo tanto no retorno de 5k quanto dos 10km. Como o retorno da prova de 5k foi após o posto de gasolina, o que tinha de "espertinho(as)" voltando antes do retorno dos 5k já que não tinha tapete foi grande.

Tudo bem que não tinha premiação por categoria na prova de 5km, mas essas pessoas precisam ser penalizadas por não fazerem o percurso completo. Ande, se rasteje, mas faça o percurso completo. Além de se enganarem com um tempo e classificação menor, acham que as pessoas não veem.

Ser corredor não é isso, pensamentos de que o que vale é a endorfina que a corrida oferece não cola. Essa sugestão não é só pra essa prova, mas pra todas as outras que não colocam tapete nos retornos dos percursos. Não tem tempo parcial nesses tapetes que sejam desclassificados.

Com mais de 600 concluintes, na minha opinião a prova foi boa.Vi Rodrigo Suzart(um dos organizadores) em vários pontos dos 5k supervisionando os pontos bloqueio de trânsito.

Outra sugestão de melhoria é reduzir o tempo de premiação. Fiquei até a premiação por categoria e se prolongou muito. Saímos da arena por volta das 9:40.

Para o percurso de 10km não tenho como opinar se foi tudo impecável, mas de um modo geral as pessoas ficaram satisfeitas com a prova.

Outro ponto de destaque foi a premiação. Teve premiação para os 3 primeiros inscritos na prova, premiação para o grupo com maior número de inscritos, premiação por categoria pra quem fez 10km, tanto no feminino quanto no masculino.

A Triplaforma teve destaque com duas atletas subindo o pódio. Gildete Araujo 3ª colocada geral e Cristina Maretti com 3º lugar na sua categoria. Parabéns meninas, acompanhar a evolução de vocês é bom demais, ter a assessoria tão bem representada é melhor ainda.

A próxima etapa do circuito será no dia 08/10 com percursos de 3, 5 e 10km, estaremos lá. Vocês podem se inscrever AQUI.

O resultado da prova foi enviado via sms logo após a conclusão do evento e também está disponível AQUI.

Se você participou da corrida, não deixe de ver as lindas fotos feita pelo Olho no Atleta, AQUI.

Fotos do percurso

Com as amigas da assessoria.

Foto by Edson Magoolin do Olho no Atleta.

Com parte da turma da assessoria.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Triplaforma invade a cidade baixa


No último sábado o pelotão azul invadiu a região da cidade baixa com largada e chegada na Ponta de Humaitá. Ponto turístico de uma paisagem expressiva guarda cenas e muitas histórias românticas de muitos moradores de Salvador.

A assessoria tem feito pelo menos uma vez por mês um treino especial para reunir todos os atletas da equipe em um local diferente do que costumamos correr. O treino além de socializar com colegas de vários pontos de treinamento, permite confraternizar e treinarmos com pessoas do mesmo ritmo que normalmente não temos chance de treinar.

Um treino que tinha tudo para ser movido pelo sol forte nos surpreendeu na largada. Começamos o trajeto de baixo de uma chuva forte, os primeiros kms foram chatinhos porque tinha pontos alagados e tínhamos que ficar desviando das poças d’água ou da má educação dos motoristas de ônibus que passavam e jogavam água sem dor e nem piedade.

Tirando esses pequenos contratempos foi um treino diferenciado. Terminei fazendo o percurso com algumas pessoas da assessoria que treina em piatã e foi muito bom.

Magoolin, Nando, Catatau ficaram retornando em vários pontos do percurso para não deixar ninguém sozinho.

O cuidado da assessoria e manter a segurança e hidratação de todos é sem igual. A logística de pontos de hidratação e apoio são sempre um grande diferencial.

E todos fizeram seu treino de acordo com sua planilha.

A medida que todos foram chegando a resenha e fotos rolaram por um bom tempo.

Um fato curioso é que durante os 2kms finais fomos seguidos por um "maluco beleza" que ficava, bora, vocês me chamam pra treinar e ficam nessa moleza? No inicio ficamos com receio, mas depois percebemos que não iria nos fazer mal e de certa forma até nos ajudou indicando o percurso final pra chegarmos no Humaitá.

Com Fabiana, um dos presentes que a corrida nos proporcionou.

Fiquei com medo de subir no muro pra ficar mais próxima do Farol.

Gosto muito e me esforço para não perder nenhum.
Turma toda reunida no final do treino.

Se interessou em conhecer a assessoria, clica AQUI e vem fazer uma aula experimental e conhecer essa equipe fenomenal.